quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Casa do Carnaval comemora 1 ano do Projeto Cultura e Memória



Casa do Carnaval comemora 1 ano do Projeto Cultura e Memória: os mestres contam as suas histórias e traz como convidada Mãe Nadja – Rainha do Maracatu Leão da Campina nesta sexta-feira (18/11) na Casa do Carnaval
É em clima de festa que a Casa do Carnaval convida você para participar do projeto Cultura e Memória: os mestres contam suas histórias, desta sexta-feira, 18 de novembro. Estamos completando 1 ano do projeto, onde mais de 30 mestres da cultura popular do nosso Estado já passaram por aqui, deixando registradas suas histórias de vida.
A convidada desse dia especial é Mãe Nadja de Oyá, rainha do Maracatu Nação Leão da Campina, da comunidade do Ibura.
Venha compartilhar conosco de uma tarde de memórias e diálogos enriquecedores, onde todos poderão interagir com perguntas, conhecendo cada vez mais capítulos pouco divulgados da história da nossa cidade.


Nadja Cristina de Castro tem 48 anos, e duas profissões: cabeleireira e técnica em Contabilidade. Conhecida como Mãe Nadja de Oyá, a sacerdotisa da Nação Angola Gomeia é filha de Iansã, Mameto (Ialorixá) do Barracão Abassá Axé Oyá Balé Omim, localizado no Bairro do Ibura. Há 13 anos é responsável pelas obrigações religiosas do Maracatu Nação Leão da Campina, ocupando ainda o cargo de presidente e rainha da agremiação fundada em 1997 por Aélson da Hora.

Ela é a primeira sacerdotisa a ocupar o cargo de Coordenadora da Câmara de Formação no Conselho Municipal de Cultura do Recife. Além do Maracatu Nação Leão da Campina abriga em seu barracão um maracatu formado por crianças, o Nação Vunginhos; também o Afoxé Yamin Balé Gilê; a Companhia de Dança Afro Leões Arte e o Espaço Muzenzê, criado para discussões sobre diversidade sexual e combate à homofobia. No mesmo local, ainda são realizados os ensaios das agremiações, e também as oficinas de dança e percussão, as quais têm por objetivo reverter o quadro de vulnerabilidade social que afeta a sua comunidade.


Conferimos declaração aos participantes.

Local: Casa do Carnaval
(Auditório Dona Santa e Mestre Salu, 1º andar)
Dia: 18/11/2011
Horário: 14h às 17horas
Informações: 3355-3302 / 3355-3303

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Dia do Frevo de Bloco

O dia 1º de novembro é dedicado ao Frevo de Bloco no Recife. Uma leia municipal foi criada para homenagear o compositor Edgar Moraes, cujo centenário foi em 2004. Edgar foi o fundador de diversos blocos e autor de inúmeros sucessos do gênero.

Este ano, as comemorações ocorreram no Pátio de São Pedro, com a presença de quase 40 agremiações. A festa marcou também o inicio do Projeto Alegres Bandos – Encontro de Blocos, na Praça do Arsenal. A cada semana, até fevereiro do próximo ano, um bloco pernambucano será homenageado. Ao todo serão 13 agremiações.



Frevo e Forró no Galo 2012


Dois extraordinários símbolos da cultura pernambucana vão ser homenageados no Carnaval do Galo da Madrugada em 2012: Luiz Gonzaga – o Rei do Baião, e a tradicional agremiação O Homem da Meia Noite, que celebra 80 carnavais no ano que vem. Será a estréia do boneco gigante mais famoso do Brasil no cortejo que abre o Sábado de Zé Pereira.

No galpão do Galo da Madrugada os preparativos estão em ritmo acelerado, com a confecção dos quatro carros alegóricos que vão homenagear Gonzagão. Em todos eles, um sanfoneiro vai representar a figura do Rei do Baião. O monumental desfile, mais uma vez, vai se transformar na maior festa popular do Carnaval pernambucano.

Ed Carlos e Edson Rodrigues são primeiros semifinalistas do concurso para música tema 2012

Por: Anderson Maia


“O Rei do Baião no reino de momo / no Galo da Madrugada / o Rei do Baião no reino de momo / saudando Luiz Gonzaga”. Foi com esse refrão, da música “Rei do Baião no Reino de Momo”, que o cantor e compositor Ed Carlos garantiu na noite de ontem (10) uma das duas primeiras vagas para as semifinais do concurso que irá eleger a canção tema do Galo em seu desfile 2012, que terá como tema “Galo, Frevo e Folião: Homenagem ao Rei do Baião”. Quem também avançou para a próxima fase da competição foi o compositor Edson Rodrigues, com o frevo “O Galo e o Rei”, interpretado pelo cantor Gil Cordas. Participaram ainda da primeira noite de eliminatórias os compositores Fernando Azevedo e Cláudio Almeida, com as composições “O Galo no Terreiro do Sertão” e “A Asa Branca e o Galo Multicultural”, respectivamente.

“A letra já diz tudo: saúda Enéas, fala dos 35 anos de desfiles do Galo, fala do centenário de Gonzagão, junto Galo, frevo e folião, fala do Rei do Baião no reino de momo, que é toda essa grandeza que é o Galo da Madrugada; está tudo junto, não ficou ninguém de fora. Agora, é deixar o povo escolher, porque o povo é sábio”, comemorou Ed Carlos.

O concurso, que é uma iniciativa do Galo da Madrugada em parceria com a Associação de Produtores e Artistas de Pernambuco (APA) e a Rede Globo Nordeste, tem como objetivo, além de eleger uma canção tema para o carnaval 2012 do maior clube do mundo, promover uma alavancada no frevo por meio desse incentivo à produção e divulgação de novas composições. “Esse concurso é o que Pernambuco estava precisando para oxigenar o seu frevo, que é uma das mais belas músicas que existem no país, mas que não tem a mídia que merece. Com essa iniciativa, o ritmo ganhará mais força e irão aparecer novos compositores, fazendo assim com que a cadeia produtiva volte a trabalhar em prol dessa grande música que é, sem dúvida, o melhor ritmo pernambucano”, afirmou o presidente da APA, Júlio Leal.

Componente da mesa julgadora, o comunicador José Mário Austregésilo opinou sobre o que considera ser fundamental numa canção que represente essa fusão entre Galo da Madrugada e Luiz Gonzaga, dois gigantes da cultura pernambucana. “O Maestro Forró, certo dia em meu programa de rádio, mostrou como pode se transformar forró em frevo e vice-versa. Não é difícil, mas é preciso ter muita categoria pra fazer uma música que fale do maior nome do forró brasileiro, que é Luiz Gonzaga.”

Autêntico admirador e defensor da cultura pernambucana, José Mário aproveitou para parabenizar a homenagem que o Galo fará, em seu 35º desfile, ao “Velho Lua” e também ao Homem da Meia-Noite. “É uma alegria dobrada. Sou ligado às duas figuras. Quando era menino, era fã de Luiz Gonzaga, cheguei a vê-lo tocando no programa de rádio do meu pai. Na mesma época, também via o Homem da Meia-Noite vindo de Olinda para o Recife, a pé, pela Estrada de Belém. Essa justa homenagem é muito bonita, porque junta o maior bloco da Terra, o maior compositor brasileiro e o mais famoso boneco gigante de Olinda”, disse.

Também participaram do júri técnico o cantor Gustavo Travassos, a presidente da Associação dos Forrozeiros de Pé-de-Serra e Ai!, Tereza Accioly, o maestro Lima Neto e o radialista Hugo Martins. Na próxima quinta, dia 17, quatro novos concorrentes se apresentam nas eliminatórias do concurso para a música tema do Galo 2012: Getúlio Cavalcanti, Jota Michiles, Nena Queiroga e a dupla Nuca e Eriberto Sarmento. Dia 24 é a vez de Petrúcio Amorim, Quinteto Violado, Som da Terra e Tiago Asfora. Os seis semifinalistas serão julgados no dia 16 de dezembro, quando sairão os três finalistas do concurso. O campeão será escolhido por voto popular, através de urnas disponibilizadas pela Rede Globo Nordeste e também pelo portal da emissora.

Cultura e cidadania em notas musicais

Por: Anderson Maia



Mais uma noite de sucesso e muita alegria na sede do maior bloco do mundo. Desta vez, com um requinte a mais, não só de musicalidade, mas também de lição de vida. Alunos da oficina de música, que compõe o projeto Galo: Cultura e Cidadania- realizado pelo Galo da Madrugada, com o apoio do Governo de Pernambuco-, se apresentaram na noite de ontem (10), em mais uma edição da Quinta no Galo. Sob a regência do maestro Lima Neto, atração da noite e também professor da turma, a orquestra mirim, composta por crianças e adolescentes residentes em comunidades vizinhas à sede do Clube, mostrou ao público presente no Palácio Enéas Freire um verdadeiro exemplo de que dedicação e força de vontade são o segredo para a realização dos sonhos. No caso desses jovens, o sonho de se tornarem músicos profissionais está bem próximo de se concretizar, no que depender do talento mostrado na noite de ontem.

“Não tenho palavras. Depois de uma apresentação dessa, só tenho muito o que agradecer a essas crianças pela dedicação, pela disciplina e por esse gosto que elas têm pela música. Se Deus quiser, muito em breve iremos ver essa turma tocando em cima de um trio no Galo da Madrugada”, apostou o presidente do Galo, Rômulo Meneses. No comando dos clarins, trombones, flautas, saxes, bateria, teclado e outros instrumentos, os cerca de quarenta alunos que compõem o projeto social do Galo apresentaram o clássico “Jingle Bells”, arrancando aplausos dos espectadores. E não para por aí: eles também entraram na onda de homenagem ao Rei do Baião e acompanharam Lima Neto e a Orquestra Metais em seu arranjo produzido para “Asa Branca”, em ritmo de frevo.

Momento também, logicamente, de orgulho para os pais corujas, que não poderiam deixar de estar presentes nesse momento tão especial. “Estou muito orgulhosa em estar aqui vendo meu filho fazendo uma coisa que ele gosta tanto, que é a música. Ele não solta o instrumento nem para dormir”, revelou a dona de casa Etamárcia dos Santos, de 34 anos, mãe de Vitor Bispo dos Santos, 09, aprendiz de sax alto. “Ele mudou muito após a oficina, é um menino agora bem mais tranquilo e comportado. Agradeço muito ao maestro, ao Galo e a todos os professores pela força que têm dado a ele”, disse.



Toda a família de Vítor veio conferir a apresentação do jovem músico, que já ensina aos colegas da comunidade. Fotos: Mauro Rodrigues

Há quatro meses no curso, Vítor, que revela não ser fácil aprender música, diz, em poucas palavras, qual o segredo para vencer as dificuldades e dominar o instrumento. “Tem que estudar muito, principalmente as escalas e partituras”. O garoto, que revelou querer seguir em frente na carreira musical, já compartilha o aprendizado com os colegas na comunidade em que mora. “Ele já ensina os outros garotos a tocarem flauta doce e algumas outras coisas que aprende na aula. Estou muito orgulhoso do meu filho, por ele ter talento e ajudar os outros”, afirmou o autônomo Mário Bispo, 61, pai de Vítor.

As aulas de música acontecem todas as terças e quintas-feiras, com turmas das 9h às 11h e também das 14h às 16h, na antiga sede do Galo – Rua da Concórdia, 736. O Projeto é uma realização do Clube das Máscaras O Galo da Madrugada em parceria com a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), através do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura). Empresas que desejaram contribuir com a iniciativa podem entrar em contato pelos telefones (81) 3224.2899 ou 3224.9625.

sábado, 8 de outubro de 2011

Ceroula de Olinda inicia festa dos 50 anos, com 3 meses de antecedência


Aniversário é em janeiro, mas bloco já tem programação a partir deste mês.
Organização tenta a participação do ex-presidente Lula no desfile de 2012.

Por: Vanessa Bahé


A troça carnavalesca Ceroula de Olinda completa, em janeiro de 2012, meio século de carnavais. Mas nada disso de celebrar na data correta: a primeira carreata do bloco acontece neste domingo (9), com concentração no Memorial Arcoverde, a partir das 9h. Os participantes seguirão pela orla da Cidade Patrimônio até o antigo quartel e depois retornarão para a Cidade Alta, finalizando o percurso no Largo do Varadouro.

A comemoração continua no dia 21 deste mês, com a entrega da medalha Aloisio Magalhães ao presidente da troça, Marcos Sales, na Câmara Municipal de Olinda, proposta pelo vereador Ubiratan de Castro Junior (PTB-PE). Dando continuidade ao clima carnavalesco, um arrastão vai desfilar até o Largo do Amparo, no Sítio Histórico. Em novembro, no dia 26, o Ceroula realiza o baile dos 50 anos, no Mercado Eufrásio Barbosa. Segundo Sales, as atrações ainda estão sendo definidas.

No dia do aniversário, 5 de janeiro, haverá uma missa em ação de graças, o lançamento do livro do Ceroula, de autoria do escritor Ivan Maurício, e uma exposição de fotos na sede da Prefeitura de Olinda. Ainda em janeiro, o bloco promove uma festa de aniversário, no dia 7, e ensaios abertos pelas ladeiras em todos os sábados do mês.

Em fevereiro, a troça abre a festa carnavalesca de Vitória de Santo Antão e faz as tradicionais saídas no sábado de Zé Pereira, do Clube Atlântico, e na terça-feira de Carnaval, do Largo do Amparo. No domingo de Carnaval, é a vez do desfile do Ceroulinha, o primeiro bloco infantil de Olinda, com 34 anos de fundação, divertir a criançada na festa momesca.

Sobre a participação do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no desfile do bloco, manifestada por ele e cancelada este ano, Marcos Sales diz que não sabe quando se concretizará. “Temos uma placa para entregar a Lula, mas ainda não sabemos em que momento se dará a visita. Estamos tentando agendar a vinda do ex-presidente”.

História
Fundado em 1962, a Troça Carnavalesca Ceroula de Olinda começou com uma brincadeira de seis amigos. Saiu pela primeira vez no Carnaval com 16 pessoas, somente rapazes, vestindo ceroula, camisa de manga comprida branca, gravata borboleta, colete, chapéu, bengala e sapato preto bico fino. Uma orquestra acompanhava o bloco, regado a cerveja e peixada.

Em 1970, a comida distribuída passou a ser feijoada e em 72 o traje foi mudado para camisa de malha branca, chapéu de palha e sandália de couro. Nessa época, o bloco já tinha 100 componentes. “Foi quando inventaram sair com um carro alegórico chamado Pipa. É uma Kombi com um tablado e uma caixa d’água de mil litros carregada de batida, bebida alcóolica feita com cachaça, para distribuir para os foliões”, relembra Marcos Sales.

Marcos é daquele folião nato, que nasceu e cresceu dentro do bloco. Seu pai, Antônio Aurélio Sales, mais conhecido como Cabela, foi um dos amigos fundadores da troça. “O bloco só tem amigos, é bem família. O interessante é que o pessoal fica esperando sair a camisa, tem gente que chora quando não consegue comprar”, sorri. O bloco, atualmente, conta com 600 participantes e a camisa para os dias de Carnaval já está à venda, no valor de R$ 100 até 31 de dezembro – depois, passa a custar R$ 120. A vestimenta garante a cerveja e a feijoada do folião.

Curiosidade
As mulheres, proibidas de sair no arrastão com os homens, só participavam do bloco nos bastidores, na produção da feijoada. Em 1987, depois de 25 anos de troça, foi permitida a saída das mulheres usando a mesma camisa dos homens e ficou instituído que a participação feminina só pode ocorrer de cinco em cinco anos. No próximo ano, as mulheres garantem seus lugares para aumentar a comemoração do cinquentenário do Ceroula.

domingo, 4 de setembro de 2011

Pitombeira dos Quatro Cantos abre temporada de ensaios



Frevo toma conta da sede da agremiação, em Olinda, a partir desta quarta-feira; ensaios acontecem quinzenalmente, aos domingos, com entrada gratuita


Da Redação do pe360graus.com

A Troça Carnavalesca Pitombeira dos Quatro Cantos, de Olinda, dá início à temporada de ensaios da orquestra nesta quarta-feira, feriado de 7 de Setembro. O frevo começa na sede da agremiação, no Sítio Histórico de Olinda, a partir das 11h, sob a batuta do maestro Carlos.

A partir das 17h, nas ladeiras da Cidade Alta, vão desfilar orquestra, estandarte e passistas. Após a abertura, os ensaios acontecerão quinzenalmente, sempre aos domingos. A entrada é gratuita.

A camisa oficial da troça estará à venda na sede, nos dias de ensaio.

SERVIÇO:
Abertura da temporada 2011 de ensaios da orquestra de Pitombeira
Sítio Histórico de Olinda (Rua 27 de Janeiro, 128 – Carmo)
A partir das 11h
Informações: www.twitter.com/pitombeira4

Casa do Carnaval inscreve para encontro de pesquisadores da cultura popular

Inscrições começam nesta segunda e seguem até o dia 15; evento será realizado nos dias 20 e 27 de setembro, pela manhã e a tarde

Da Redação do pe360graus.com


A Casa do Carnaval abrirá inscrições, a partir desta segunda (05), para o 1º Encontro de Estudantes Pesquisadores das Culturas Populares. Os interessados devem enviar um resumo da sua pesquisa para o e-mail casadocarnavalrecife@gmail.com, até o dia 15 de setembro. Será feita uma avaliação e os selecionados receberão um e-mail no dia 16.

O encontro, que será realizado nos dias 20 e 27 de setembro, pela manhã e a tarde, é uma iniciativa da Casa do Carnaval para incentivar as pesquisas na área. A ideia é receber os resumos dos estudantes para compor um banco de dados e, a partir daí, organizar novos encontros, que acontecerão todas as terças-feiras do ano.

Os trabalhos devem seguir algumas normas. O resumo deverá ter entre 25 e 30 linhas e conter três palavras chaves. A formatação deverá ser em fonte “Times New Roman”, tamanha 12 e espaçamento entre as linhas de 1,5. Ao final do encontro, será conferido um certificado de participação.

SERVIÇO:
Inscrições para o Encontro de Estudantes Pesquisadores das Culturas Populares
De 05 a 15 de setembro
Através do e-mail casadocarnavalrecife@gmail.com
Informações: 3355-3302 / 3355-3303

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Cylene Araújo, uma forrozeira apaixonada pelo Frevo!


No ano de 1989, a cantora pernambucana Cylene Araújo gravou o seu primeiro vinil de frevos titulado de Desafiando o Frevo de autoria do compositor cearense Cassiano Costa com arranjos de Camarão. A partir daí, não parou mais de gravar, compor e cantar frevos canção e de bloco.

Com uma vasta discografia de 21 trabalhos lançados, oito são direcionados exclusivamente ao Frevo. Como compositora, Cylene tem diversos frevos de sua autoria gravados por nomes consagrados como o Quinteto Violado entre outros.

Com o frevo, a artista foi premiada com diversos títulos e prêmios. Com o compositor e parceiro Samuel Valente foi premiada em 2002 com a canção “Olinda Carnaval Emoção” no festival da Primavera realizado na China.

Em 2007, no ano do centenário do Frevo, realizou a Festa do Frevo em Lisboa, nas margens do Rio Tejo e foi homenageada pela escritora e artista plástica portuguesa Ana Vale.

Com 2 horas de shows, a cantora passa muita energia, alegria e autenticidade que vai desde o repertório até ao figurino, dando um banho de cultura pernambucana e brasileira.

Em 2011, a cantora gravou o seu primeiro DVD ao vivo que reuniu centenas de forrozeiros no Pátio de São Pedro no Recife e fez uma grande homenagem ao frevo, tendo como participação especial o Maestro Forró.

sábado, 12 de março de 2011

Site realiza cobertura do carnaval 2011


O site ForrozeirosPE mais uma vez fez uma cobertura especial do carnaval 2011, esse ano foi o segundo ano do projeto, e foi um grande sucesso. A equipe do site formada por Cláudio Rocha, Dayany D´avila, Gabriela Farias e Cristiane Farias realizaram um ótimo trabalhando cobrindo com muita informação, agenda atualizada e uma cobertura fotográfica os melhores eventos da cidade.

Queremos agradecer em especial ao produtor Fred Mendonça que nos apoiaram e liberou pela primeira vez o ForrozeirosPE para cobrir o Novo Bal Masque Paris, a Prefeitura do Recife que apesar de não ter liberado o nosso credenciamento, confiou em nosso trabalho na divulgação da cultura e voltou atrás, deixando que nossa equipe registrassem as melhores fotos no dia 06, 07 e 08 de março no Marco Zero, a Sociedade dos Forrozeiros Pé de Serra e Ai que sempre nos apóiam na divulgação do nosso autentico forró e a Bruno César da Banda Seu Januário pelo convite para participar do Trio elétrico no Galo da Madrugada.

Com todo este sucesso, o projeto ForrozeirosPE na Folia vai continuar cobrindo o melhor do carnaval, e em 2012 aguarde!!

terça-feira, 1 de março de 2011

Galo da Madrugada é homenageado em selo dos Correios




A majestade do Carnaval de Pernambuco, o Galo da Madrugada, terá sua imagem estampada em uma edição personalizada de selos da Empresa de Correios e Telégrafos. São 1.560 unidades, encomendadas pelo vereador do Recife Inácio Neto (PT), que serão lançadas nesta quarta-feira (02), às 10h, no plenário da Câmara Municipal do Recife.


“É uma honra para mim poder homenagear esse bloco que, além de ser o maior do mundo, é também o mais democrático”, afirmou o vereador Inácio Neto. Além do legislador municipal, participam também da cerimônia de obliteração (carimbo) o presidente do Clube, Rômulo Meneses, e o diretor Regional dos Correios em Pernambuco, Pedro Mota.


“Nós que fazemos o Galo da Madrugada estamos muito contentes e muito honrados com essa homenagem histórica. Esse selo veio ao encontro do nosso tema desse ano, ‘Voltei, Recife!’, já que os pernambucanos, residentes em todo o Brasil e no mundo, também vão poder receber o Galo em casa e relembrar a alegria do nosso Carnaval”, afirmou Rômulo Meneses, presidente do maior bloco do mundo.


A sessão solene será na Câmara Municipal do Recife – Casa de José Mariano, que fica na Rua Princesa Isabel, 410, no bairro da Boa Vista, centro do Recife.

Fonte: http://carnavaldepernambuco2011.com.br/home/

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Banda Som da Terra


O Som da Terra nasceu em 1975, da idéia de um grupo de amigos de Casa Amarela, bairro popular do Recife. Interessados em tocar a riqueza cultural pernambucana eles começaram a se apresentar ali próximo, no bairro da Encruzilhada, na Avenida Norte, no Bar Veneza.

Já no primeiro ano de formação recebeu um incentivo extra, foi considerada “A Melhor Banda do Ano” título concedido pela Rede Bandeirantes. Depois disso mudou algumas vezes seus integrantes, mas não parou mais de tocar.

Em Recife, apresentou-se durante treze anos no famoso e saudoso “No Meio do Mundo”, bar que cativou uma geração. Iniciou as apresentações musicais no “Cavalo Dourado”, do Jockey Club e em 1983 introduziu o Trio Elétrico “Tropical Som da Terra” no Carnaval. Eles invadiam com sua alegria a Avenida Boa Viagem e a Ilha de Itamaracá, tendo participado da criação da Turma do Pingüim, onde permaneceu por mais de seis anos.

O sucesso tamanho é mantido até hoje. Todos os anos no desfile do Galo da Madrugada o Som da Terra, em cima de um trio elétrico, arrasta uma multidão com sua música autenticamente pernambucana.

Durante os mais de trinta anos de carreira, o grupo também acompanhou grandes nomes da Música Popular Brasileira a exemplo do grande Jair Rodrigues, Luiz Gonzaga, Paulo Diniz, Dominguinhos, Sivuca, Alceu Valença, Roupa Nova, MPB-4, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Lenine, entre outros.

São sete discos gravados, um deles premiado com o disco de ouro pela vendagem de 140 mil cópias, quando obteve reconhecimento nacional e internacional com a música “Balança o Saco”. A canção foi tida pela crítica nacional como a mais tocada no carnaval de 1986.

Depois disso, o grupo apresentou-se em todos os estados do país, participando de várias gravações de programas de TV, como Chacrinha, Som Brasil, Clube do Bolinha, Sílvio Santos, Raul Gil, entre outros; e também apresentações em outros países.

Várias músicas da banda foram temas de novelas televisivas e de peças teatrais. Uma das mais conhecidas é “A terra de Lampião”, tema do personagem Zeca Diabo, no seriado “O Bem Amado” da TV Globo, e a música tema da peça “Tortura de um coração” de Ariano Suassuna.

Site Oficial: http://www.somdaterra.com.br/site/index.php