domingo, 29 de novembro de 2015

Alceu Valença Cria série de TV Inspirado nas musas da sua obra

O cantor, Compositor e ícone do Carnaval de Olinda, Alceu Valença, Gostou de ter tido a experiência de trabalhar com imagem, como fez a roteirizar e dirigir o filme “A Luneta do tempo.”
Segundo a coluna de Patrícia Kogut, de O Globo, Alceu agora flerta com a televisão. Ele cria uma série inspirada nas musas das músicas dele, como a Morena tropicana e a Belle de jour, juntamente com o Diretor da Globo Alexandre Moretzsohn. A direção de arte e o figurino serão de Marília Carneiro, também da Globo, famosa desde que pôs meias de lurex na personagem de Sônia Braga em Vale tudo. As gravações estão marcadas para abril de 2016, no Rio e em Olinda.

Fonte: PE no Carnaval

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

O frevo constrangedor da “Dança dos Famosos”

por Robson Gomes
Especial para o Social1
Viviane levou o primeiro lugar na dança. Foto: Divulgação
Viviane levou o primeiro lugar na dança. Foto: Divulgação
Faltou Google. Talvez essa poderia ser a primeira justificativa “plausível” para explicar a pobreza de informações divulgadas ontem (22), durante a rodada da Dança dos Famosos – quadro do Domingão do Faustão – em que resolveram, pela primeira vez em dez edições, inserir o Frevo como um ritmo da competição.
Os deslizes foram desde a seleção musical – que mesmo com canções de artistas consagrados como Gal Costa, Moraes Moreira, Elba Ramalho entre outros – onde nenhuma das cinco faixas representava a dança pernambucana, até os jurados técnicos. Ana Botafogo e Ivaldo Bertazzo entendem (muito!) do assunto dança como um todo, mas era nítido que faltou um know-how aprofundado para julgar a rodada de Frevo com mais propriedade.
Os competidores também tiveram sua parcela de culpa, já que todos os professores esqueceram do principal fundamento da dança carnavalesca com sombrinha: o Frevo é uma dança predominantemente individual. Era possível que houvesse uma troca de olhar, ou uma coreografia mais sincronizada, mas pegadas e aéreos com mãos passavam longe do que representaria o ritmo. Afinal, ninguém dança daquele jeito.
Por fim, Arthur Aguiar, Igor Rickli e Viviane Araújo (a melhor da rodada na classificação final) foram, no geral, os menos ruins a tentarem dançar o ritmo. O constrangimento foi tanto que até Faustão sentiu que tinha muitas coisas erradas ali, fazendo com que ele improvisasse um pedido de desculpas aos telespectadores pela falta de representatividade do ritmo em questão, levando a produção a soltar, nas pressas, um trecho de Vassourinhas, música clássica do Frevo esquecida na competição.
Com erros na direção musical (de PH Castanheira) e do quadro como um todo (Henrique Matias), uma competição que, ao que parece, é planejada com meses de antecedência, revelou-se frágil ao mostrar um frevo tão longe da realidade. Quem perdeu foi o grande público, que poderia se encantar se ouvisse um Alceu Valença, um Capiba ou um Maestro Spok (e não ‘Pok’, Faustão!), provocando uma maior curiosidade de ir no Google logo após o programa. A coisa, realmente, não “freveu”.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Recife anuncia homenageados do Carnaval 2016

Clube Pão Duro, Maestro Forró e Maracatu Porto Rico serão celebrados no ciclo carnavalesco. Os homenageados foram informados pelo prefeito. (Foto: Andréa Rêgo Barros/ PCR)
Um Clube de Frevo e um Maracatu de Baque Virado centenários, e um jovem maestro. Estes são os homenageados do Carnaval 2016 do Recife, anunciados pelo prefeito Geraldo Julio nesta quarta-feira (04). Celebrando a diversidade cultural da festa, recebem o posto maior da folia o Clube Carnavalesco Misto Pão Duro, o Maestro Forró e o Maracatu Nação Porto Rico, que foram recebidos pelo prefeito em seu gabinete, no 9º andar no edifício- sede da Prefeitura do Recife.
Para o prefeito Geraldo Julio, os homenageados representam a tradição e a nova geração da nossa cultura. "O Maestro Forró representando a contemporaneidade da nossa cultura e do nosso Carnaval; e o Clube Carnavalesco Pão Duro e o Maracatu Nação Porto Rico, os dois centenários, são os homenageados do nosso Carnaval do Recife. Nessa homenagem, a Prefeitura é somente o mensageiro, o caminho, porque essa é uma homenagem do povo do Recife à tradição, à força, à cultura e ao talento desses artistas", destacou o gestor.
"Nessa homenagem, a Prefeitura é somente o mensageiro, o caminho, porque essa é uma homenagem do povo do Recife à tradição, à força, à cultura e ao talento desses artistas"
Os três homenageados são figuras importantes dentro do contexto do Carnaval do Recife. O Clube Carnavalesco Misto Pão Duro, fundado no Pina, mas atualmente sediado em São José, comemora no próximo ano o seu centenário de fundação. Maestro Forró, levou para o Brasil e o Mundo o frevo recifense,  a potencialidade musical e a irreverência dos moradores da Bomba do Hemetério, na zona norte do Recife.

O Maracatu Nação Porto Rico também comemora 100 anos de existência em 2016 e é um dos mais antigos ainda em atividade no Recife, tendo já viajado por diversas partes do Brasil e da Europa. A homenagem celebrará assim a tradição e o novo, o ontem e o agora, mostrando que um Carnaval se faz de sua história com um olhar também para o futuro.

"O sentimento é de vitória, passa um filme na cabeça com toda a nossa história, toda a resistência, todo esse legado que vai perpetuar por muitos e muitos anos. Devemos tudo isso à nossa resistência, minha mãe acreditou muito nesse trabalho e nessa família que é o maracatu. Completar 100 anos é muito importante e que venham mil anos e que nossos filhos e netos possam levar esse legado com muito carinho, respeito e dedicação fazendo com que essa história permaneça e fique para sempre", afirmou Chacon Viana, mestre e presidente do Maracatu Nação Porto Rico. 

Maestro Forró ressaltou a responsabilidade de ser homenageado do Carnaval do Recife. "Fica um sentimento de profundo agradecimento e de grande responsabilidade sobretudo ao lado de duas agremiações tão importantes para o nosso Carnaval, que é o Clube Carnavalesco Pão Duro e o Maracatu Nação Porto Rico. Quando passa o Clube Pão Duro ninguém fica parado, quando vem o Maracatu Porto Rico todo mundo se mexe e é assim também com o nosso frevo. Tenho certeza de que no que depender dos grandes foliões, que é quem faz o nosso Carnaval, e no que depender da gente, os homenageados, e dos outros artistas recifenses e pernambucanos, o Carnaval do Recife vai bombar", disse Forró.

Para o presidente do Clube Pão Duro, José Levino Xavier, esse Carnaval vai ser ainda mais especial. "Estou feliz demais com a homenagem, nunca recebi uma homenagem assim. Éramos sete irmãos, Deus levou seis, ficou eu. O Carnaval vai ser especial no ano que vem, eu sou trabalhador e gosto muito do clube. Queria que tivesse meus irmãos, mas Deus não quis."

Confira detalhes sobre cada um dos homenageados do Carnaval 2016 do Recife:

Maracatu Nação Porto Rico

Tem como data oficial de criação o 7 de setembro de 1916, no Sítio Palmeirinha, município de Palmares, na mata sul de Pernambuco. À frente da agremiação está a Ialorixá Elda Viana, conhecida por Mãe Elda e tem como mestre Chacon Viana, filho da rainha. Suas cores são o verde e o vermelho em homenagem ao orixá patrono, Ogum. O maracatu já se apresentou em capitais como Sergipe, São Paulo e Bahia, além de países como Alemanha, Bélgica e Espanha. Já foi campeão oito vezes do Concurso de Agremiações Carnavalescas do Recife. Tem um CD gravado em 2003: Maracatu Nação Porto Rico: no baque das ondas.

Maestro Forró

Francisco Amâncio da Silva, o Maestro Forró, da Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, nasceu no Recife, Pernambuco, no dia 14 de outubro de 1975. Filho mais novo da professora aposentada Maria da Penha e de José Amâncio da Silva, mais conhecido como "Zé Amâncio do Coco". Aos cinco anos passou a tocar zabumba e sanfona para acompanhar o pai. Começou a estudar música formalmente nos anos 1980, e integrou a banda da escola de música Dom Vital, onde ganhou o apelido de Maestro Forró. Integrou o Centro de Criatividade Musical do Recife e, posteriormente, estudou trompete na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Desenvolve as atividades de músico, compositor e arranjador. Em 2002, criou na sua própria casa a Escola Comunitária de Música Zé Amâncio do Coco e assim nasceu a Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (OPBH). O maestro Forró é pai de Thaís, Mylena, Mayara e Júlia.

Clube Carnavalesco Misto Pão Duro

Foi fundado em 16 de março de 1916 por um grupo de rapazes, na Praia do Pina. Sentindo fome, o grupo se dirigiu a uma padaria para comer, mas só encontraram pão velho e duro. Adquiriram mesmo assim o produto e saíram comendo. Mas, um dos rapazes, para fazer graça, colocou um dos pães numa vara e saiu pulando e cantando pelas ruas da comunidade. No Carnaval de 1917, a Troça Carnavalesca Pão Duro estava participando do seu primeiro Carnaval como agremiação formada, mas foi em 8 de outubro de 1993 que ela passa para a categoria de Clube Carnavalesco Misto. Com estandarte nas cores vermelha e verde, o Pão Duro possui músicas próprias como a Marcha nº 1 Fogão e sua marcha regresso A chave e um segredo, compostas por José de Barros.

Carnaval 2016 de Recife e Olinda: veja as datas

Blocos já ensaiam nas ladeiras de Olinda para a folia de 2016. Prévias e atrações começam a ser divulgadas.


Pitombeira dos Quatro Cantos se encaminha para a sede do bloco após desfile nas ruas do Sítio Histórico de Olinda. (Foto: Marina Barbosa/G1)Pitombeira dos Quatro Cantos já está fazendo 
ensaios em Olinda (Foto: Marina Barbosa)
O feriado da terça-feira de carnaval de 2016 vai ocorrer no dia 9 de fevereiro. O Grande Recife já começa a imersão na folia e algumas agremiações, como a tradicional troça da Pitombeira, já fazem seus ensaios para a festa.

Confira as datas já anunciadas:
» Prévias
22/01 - Fura Olho
23/01 - De Bar em Bar, com Gabriel Diniz
23/01 - Bal Masqué, com Alceu Valença e Claudia Leitte
29/01 - Bicaldinhos
31/01 - Olinda Beer, com 10 atrações nacionais entre elas já confirmadas Wesley Safadão, Bell Marques e Aviões do Forro
» Carnaval
5/02 - Camarote Seu Boteco
6/02 - Desfile do Galo da Madrugada
6/02 - Camarote Seu Boteco
7/02 - Parador, com Ivete Sangalo e a dupla Henrique & Juliano entre as atrações
7/02 - Camarote Seu Boteco
8/02 - Parador, com Ivete Sangalo e a dupla Henrique & Juliano entre as atrações
8/02 - Camarote Seu Boteco
9/02 - Parador, com Ivete Sangalo e a dupla Henrique & Juliano entre as atrações
9/02 - Camarote Seu Boteco
As prévias acontecem aos domingos, quinzenalmente, na sede da troça, na Rua 27 de Janeiro, em Olinda, sempre a partir das 13h. As datas geralmente são anunciadas na página na troça -- no próximo domingo (1º), tem ensaio.
A sede do Galo da Madrugada também recebe prévias. Todas as quintas-feira, até antes do carnaval, acontece o projeto 'Quintas do Galo'. O cantor Gustavo Travassos abre a série de prévias da casa nesta quinta-feira (29), com convidados e também grupo de passistas, bloco lírico, entre outros.

Desfile
O tradicional desfile do Galo da Madrugada ganha as ruas do Recife no sábado (6). A agremiação vai lembrar os 50 anos de nascimento de Chico Science, nascido a 13 de março de 1966. As atrações ainda vão ser anunciadas.
Os camarotes privativos oficiais estão à venda – eles não têm serviço de buffet, que deve ser contratado à parte junto à organização. O preço é de R$ 5.500 para os espaços do primeiro piso, que fica a 2,5 metros do chão, e R$ 7 mil, para os que ficam a 5 metros do chão, para quem pagar até o dia 30 de novembro.
O ritmo dançante das músicas de Wesley Safadão fizeram a temperatura subir em Barretos  (Foto: Mateus Rigola/G1)Wesley Safadão também participa do carnaval
recifense (Foto: Mateus Rigola)
Os interessados em comprar um dos camarotes precisam comparecer à sede da agremiação, na Rua da Concórdia, número 984, no bairro de São José. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 3224-2899 ou pelo site do Galo.
No percurso do Galo, também são montados camarotes particulares, com outras atrações. O camarote do Balança Rolha ainda não anunciou as atrações, mas já está vendendo ingressos, que custam R$ 180 e estão à venda pela internet. O camarote Arena Privilege vai trazer para o sábado de Zé Pereira Wesley Safadão e Gabriel Diniz.
Blocos
Os blocos que querem sair no período pré-carnavalesco nas ruas e durante a folia precisam ficar atentos para cumprir os prazos estipulados pela Secretaria de Defesa Social (SDS). Os interessados têm até o dia 30 de novembro para protocolar o pedido de policiamento no batalhão de polícia da área.
O período pré-carnavalesco vai acontecer do dia 17 de janeiro ao dia 5 de fevereiro, enquanto a SDS considera como período de carnaval do dia 6 a 10 de fevereiro. O pós-carnaval ficou definido entre os dias 12 e 21 de fevereiro. 
Fonte: G1/PE