Exposições

Sede do Homem da Meia Noite está aberta à visitação
O espaço conta com novos ambientes e pode ser visitado aos sábados e domingos
O Clube de Alegorias e Críticas O Homem da Meia-Noite, que este ano celebra dez anos de titulação como Patrimônio Vivo de Estado de Pernambuco, apresentou ao público a reforma de sua sede com a nova loja e café, e também o museu e o centro de documentação. 
Além de conhecer a sede, que dispõe de um museu dedicado à preservação da memória e história do Clube, o público que esteve no local pôde fotografar de perto o calunga original que desfila pelas ladeiras de Olinda no Carnaval. “Trouxemos o boneco do Homem da Meia Noite de uma forma inédita. Pois, a partir de agora e até o carnaval, quem ficará exposto no nosso museu é a réplica e não mais o original”, conta o presidente Luiz Adolpho.
Fotografias, documentários, quadros, comendas, homenagens e troféus podem ser vistos no novo espaço destinado ao gigante das ladeiras de Olinda. De acordo com Luiz Adolpho, há em vista o restauro de documentos históricos, datados de décadas atrás, e que estão em estado de desgaste, para serem inclusos no acervo disponibilizado ao público. Um dos destaques do museu é o “Guarda-Roupas do Calunga”, com as vestimentas do Gigante, e que homenageia o Alfaiate Brasil, responsável por confeccionar todas as roupas.
“Visitar a sede do Clube O Homem da Meia-Noite e descobrir um museu dedicado à salvaguarda das memórias da agremiação é a prova de que estamos diante de um patrimônio cultural de nosso estado. A preocupação da diretoria em criar este espaço e abri-lo à visitação marca que o registro do Patrimônio Vivo contribui também para a manutenção da dimensão histórica e visão de futuro dos grupos titulados, neste caso agremiação”, comenta Marcelo Renan, da coordenadoria de Patrimônio Imaterial da Fundarpe.
Nos sábados, a visitação é das 14h às 19h; já aos domingos,  das 9h às 15h.