quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Recife anuncia homenageados do Carnaval 2016

Clube Pão Duro, Maestro Forró e Maracatu Porto Rico serão celebrados no ciclo carnavalesco. Os homenageados foram informados pelo prefeito. (Foto: Andréa Rêgo Barros/ PCR)
Um Clube de Frevo e um Maracatu de Baque Virado centenários, e um jovem maestro. Estes são os homenageados do Carnaval 2016 do Recife, anunciados pelo prefeito Geraldo Julio nesta quarta-feira (04). Celebrando a diversidade cultural da festa, recebem o posto maior da folia o Clube Carnavalesco Misto Pão Duro, o Maestro Forró e o Maracatu Nação Porto Rico, que foram recebidos pelo prefeito em seu gabinete, no 9º andar no edifício- sede da Prefeitura do Recife.
Para o prefeito Geraldo Julio, os homenageados representam a tradição e a nova geração da nossa cultura. "O Maestro Forró representando a contemporaneidade da nossa cultura e do nosso Carnaval; e o Clube Carnavalesco Pão Duro e o Maracatu Nação Porto Rico, os dois centenários, são os homenageados do nosso Carnaval do Recife. Nessa homenagem, a Prefeitura é somente o mensageiro, o caminho, porque essa é uma homenagem do povo do Recife à tradição, à força, à cultura e ao talento desses artistas", destacou o gestor.
"Nessa homenagem, a Prefeitura é somente o mensageiro, o caminho, porque essa é uma homenagem do povo do Recife à tradição, à força, à cultura e ao talento desses artistas"
Os três homenageados são figuras importantes dentro do contexto do Carnaval do Recife. O Clube Carnavalesco Misto Pão Duro, fundado no Pina, mas atualmente sediado em São José, comemora no próximo ano o seu centenário de fundação. Maestro Forró, levou para o Brasil e o Mundo o frevo recifense,  a potencialidade musical e a irreverência dos moradores da Bomba do Hemetério, na zona norte do Recife.

O Maracatu Nação Porto Rico também comemora 100 anos de existência em 2016 e é um dos mais antigos ainda em atividade no Recife, tendo já viajado por diversas partes do Brasil e da Europa. A homenagem celebrará assim a tradição e o novo, o ontem e o agora, mostrando que um Carnaval se faz de sua história com um olhar também para o futuro.

"O sentimento é de vitória, passa um filme na cabeça com toda a nossa história, toda a resistência, todo esse legado que vai perpetuar por muitos e muitos anos. Devemos tudo isso à nossa resistência, minha mãe acreditou muito nesse trabalho e nessa família que é o maracatu. Completar 100 anos é muito importante e que venham mil anos e que nossos filhos e netos possam levar esse legado com muito carinho, respeito e dedicação fazendo com que essa história permaneça e fique para sempre", afirmou Chacon Viana, mestre e presidente do Maracatu Nação Porto Rico. 

Maestro Forró ressaltou a responsabilidade de ser homenageado do Carnaval do Recife. "Fica um sentimento de profundo agradecimento e de grande responsabilidade sobretudo ao lado de duas agremiações tão importantes para o nosso Carnaval, que é o Clube Carnavalesco Pão Duro e o Maracatu Nação Porto Rico. Quando passa o Clube Pão Duro ninguém fica parado, quando vem o Maracatu Porto Rico todo mundo se mexe e é assim também com o nosso frevo. Tenho certeza de que no que depender dos grandes foliões, que é quem faz o nosso Carnaval, e no que depender da gente, os homenageados, e dos outros artistas recifenses e pernambucanos, o Carnaval do Recife vai bombar", disse Forró.

Para o presidente do Clube Pão Duro, José Levino Xavier, esse Carnaval vai ser ainda mais especial. "Estou feliz demais com a homenagem, nunca recebi uma homenagem assim. Éramos sete irmãos, Deus levou seis, ficou eu. O Carnaval vai ser especial no ano que vem, eu sou trabalhador e gosto muito do clube. Queria que tivesse meus irmãos, mas Deus não quis."

Confira detalhes sobre cada um dos homenageados do Carnaval 2016 do Recife:

Maracatu Nação Porto Rico

Tem como data oficial de criação o 7 de setembro de 1916, no Sítio Palmeirinha, município de Palmares, na mata sul de Pernambuco. À frente da agremiação está a Ialorixá Elda Viana, conhecida por Mãe Elda e tem como mestre Chacon Viana, filho da rainha. Suas cores são o verde e o vermelho em homenagem ao orixá patrono, Ogum. O maracatu já se apresentou em capitais como Sergipe, São Paulo e Bahia, além de países como Alemanha, Bélgica e Espanha. Já foi campeão oito vezes do Concurso de Agremiações Carnavalescas do Recife. Tem um CD gravado em 2003: Maracatu Nação Porto Rico: no baque das ondas.

Maestro Forró

Francisco Amâncio da Silva, o Maestro Forró, da Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, nasceu no Recife, Pernambuco, no dia 14 de outubro de 1975. Filho mais novo da professora aposentada Maria da Penha e de José Amâncio da Silva, mais conhecido como "Zé Amâncio do Coco". Aos cinco anos passou a tocar zabumba e sanfona para acompanhar o pai. Começou a estudar música formalmente nos anos 1980, e integrou a banda da escola de música Dom Vital, onde ganhou o apelido de Maestro Forró. Integrou o Centro de Criatividade Musical do Recife e, posteriormente, estudou trompete na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Desenvolve as atividades de músico, compositor e arranjador. Em 2002, criou na sua própria casa a Escola Comunitária de Música Zé Amâncio do Coco e assim nasceu a Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (OPBH). O maestro Forró é pai de Thaís, Mylena, Mayara e Júlia.

Clube Carnavalesco Misto Pão Duro

Foi fundado em 16 de março de 1916 por um grupo de rapazes, na Praia do Pina. Sentindo fome, o grupo se dirigiu a uma padaria para comer, mas só encontraram pão velho e duro. Adquiriram mesmo assim o produto e saíram comendo. Mas, um dos rapazes, para fazer graça, colocou um dos pães numa vara e saiu pulando e cantando pelas ruas da comunidade. No Carnaval de 1917, a Troça Carnavalesca Pão Duro estava participando do seu primeiro Carnaval como agremiação formada, mas foi em 8 de outubro de 1993 que ela passa para a categoria de Clube Carnavalesco Misto. Com estandarte nas cores vermelha e verde, o Pão Duro possui músicas próprias como a Marcha nº 1 Fogão e sua marcha regresso A chave e um segredo, compostas por José de Barros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário